Sexta-feira, 27 de Novembro de 2009

Uma aldeia com pergaminhos, pois foi daqui que saiu um dos ilustres governadores civis do distrito de Vila Real – o já falecido Coronel Sequeira, pessoa altamente respeitada em todo o concelho de Valpaços.

Este mesmo militar serviu com dedicação a Pátria, na época do Estado Novo, na chamada Índia Portuguesa, segundo informações recolhidas, e depois já reformado foi também um destacado director do ex-Grémio da Lavoura de Valpaços, organização esta que granjeou grande confiança junto dos agricultores de toda a região.

Homem de rija têmpera, duma verticalidade notável, grande orador e escrevendo muito bem, segundo infirmações de quem com ele lidou muito de perto, só viria a falecer, já com mais de 100 anos, em casa de seus familiares.

Porém a aldeia e freguesia, ainda que situada quase às portas da sede do concelho, sem que daqui haja, até hoje, uma ligação directa, vê-se desde há muito, limitada a uma estrada que circundando pela aldeia de Vassal, deriva depois por uma variante, para Sanfins, assim aumentando a distância, que a separa da cidade de Valpaços.

Urge pois uma estrada directa, que de Sanfins, parta pela zona dos Fornos até à rotunda dos Retornados em Valpaços, o que colocaria Sanfins a uns escassos dois ou três quilómetros de Valpaços.

Também uma ligação na aldeia, que ligasse pela parte inferior do povoado, o Cemitério ao inicio da aldeia no topo norte, passando pela zona do Sagrado, pois a velha e estreita ruela que passa pelo Eiró, é de difícil circulação e não permite mais, em certos sítios, do que a passagem dum veiculo (de quatro rodas), de cada vez.

Estas 2 ligações abririam portas para um novo futuro desta aldeia e freguesia, colocando-a a 3 passos de Valpaços, e facilitando a circulação nas suas partes laterais e proximidades, o que abriria novas oportunidades de crescimento dentro da aldeia e entre a aldeia e a cidade, tornando-se assim numa povoação atractiva, situada nas vizinhança da cidade.

Isso permitiria a fixação e repovoamento desta aldeia, que ate agora, só vê a sua população a deslocar-se definitivamente dali, para outras cidades limítrofes, ou povoações em que passem estradas principais.

 

Uma luta eleitoral renhida

 

Sem ser de antever, alguns meses atrás, a disputa eleitoral para a freguesia de Sanfins foi especialmente renhida entre o PS e o PSD, nestas autárquicas de 2009, a qual deu a vitória, ao PSD, por uma pequena maioria de votos.

É possível que a indicação dum candidato elegível, e que efectivamente veio a ser eleito para a vereação camarária, natural de Sanfins, por parte do PS, tivesse contribuído para animar os quadrantes socialistas de Sanfins, de modo a reforçar a sua vontade de poder conquistar a freguesia, o que não viria a acontecer, ainda que por uma pequena diferença de votos.

Esta eleição dum vereador socialista, para o executivo camarário, daqui natural, contrabalançando com uma Junta de Freguesia social-democrata, pode trazer maior visibilidade a Sanfins, e propiciar um mais amplo debate de opiniões, sobre as perspectivas de crescimento e acessos desta freguesia, pois tanto o PSD, partido maioritário no concelho, como o Partido Socialista, vão querer conquistar a freguesia nas próximas eleições autárquicas.

 

Fonte: semanario transmontano

José Manuel Mourão



publicado por AJREIS às 09:19

Carlos Guerra é o novo treinador do Valpaços

Zé Maria Silva
Zé Maria Silva
Na sequência dos maus resultados que o clube vinha averbando, e devido algumas divergências que iam surgindo entre o técnico Zé Maria Silva e o presidente, o Valpaços terminou o vínculo com o seu treinador.

A direcção do Valpaços, depois do despedimento de Zé Maria Silva, não perdeu tempo e Carlos Guerra é o novo treinador. O novo técnico, por razões de caris familiar, estava afastado da competição e o último clube que treinou foi o Montalegre, na época 2005//2006.

O Valpaços encontra-se no 13º lugar da Divisão de Honra, com apenas 8 pontos, somando 5 derrotas em 9 encontros, mas Carlos Guerra, um treinador conhecido pela dinâmica e garra que transmite aos seus atletas, espera mudar o figurino e, para isso, são esperadas caras novas em Val-paços.

O capitão André Ervões tomou a decisão de abandonar o clube, mas o Semanário TRANSMONTANO sabe que, com a mudança do técnico, o capitão pode também estar de regresso, bem como outros jogadores que o técnico já terá referenciado à direcção.

 

Fonte: semanário transmontano



publicado por AJREIS às 09:18
Noticias relacionadas com o concelho de Valpaços.
Visitantes
free counters
links
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
24
25
26
28

29
30


pesquisar neste blog
 
comentários recentes
Minha família e de origem italiana: CONSIDERA, e ...
Este grande senhor foi adorado por uns e detestado...
`´E com imensa tristeza que vejo estas noticias,.....
Eu sou votante e simpatizante do PS, contudo quero...
Quero entender, mas não consigo...Só eu gostava t...
olha o meu vovo flores, sardinheiro, burrikeiro,, ...
Acho muito mal a postura da Sta Casa, uma vez que ...
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO